Menu

11/08/2021, às 9 horas, Defesa da Dissertação de Mestrado de Ana Paula Goulart Araujo

/
/
/
11/08/2021, às 9 horas, Defesa da Dissertação de Mestrado de Ana Paula Goulart Araujo

Dia 11/08/2021, quarta-feira, às 9 horas, defesa da dissertação de mestrado intitulada “Taxonomic review of the terrestrial planarian genus Issoca Froehlich, 1955 (Platyhelminthes, Tricladida, Geoplaninae) and related species”, da pós-graduanda Ana Paula Goulart Araujo, orientada pelo Prof. Dr. Fernando Jesús Carbayo Baz .
A banca está constituída pelos seguintes membros:
Prof. Dr. Fernando Jesús Carbayo Baz (Presidente) 
Prof. Dr. Lisandro Hector Luis Negrete – Universidade Nacional de La Plata
Profª Drª Marta Álvarez Presas – University Bristol    

Resumo

A sistemática dos gêneros de planárias terrestres Neotropicais
Luteostriata, Winsoria, Issoca e Supramontana (Platyhelminthes,
Tricladida, Geoplaninae) -abreviado LWIS- é fraca, uma vez que os
gêneros são diagnosticados por características bastante semelhantes,
apenas variando nos detalhes. A sistemática de LWIS é revisada por
meio de uma abordagem morfológica e molecular. Quatro espécies de
Issoca são redescritas pelo estudo dos espécimes-tipo e/ou material
adicional preparado em lâminas histológicas ou por microtomografia
computadorizada. A filogenética molecular recuperou (a) LWIS e
todas as 13 espécies estudadas como monofiléticas, (b) Issoca
rezendei como irmã do LWIS restante, (c) Issoca e Luteostriata
polifiléticas e (d) Winsoria e Supramonana aninhadas cada uma
dentro do respectivo clado heterogêneo com respeito à composição
das espécies. Apesar do baixo suporte estatístico para alguns clados,
a filogenia é congruente com a morfologia das espécies.
Morfologicamente, Issoca rezendei se diferencia das outras espécies
de LWIS e um rediagnóstico do gênero é proposto. Os membros
restantes do LWIS são colocados em Supramontana, que também é
rediagnosticado, e Luteostriata e Winsoria são considerados sinomias
juniores. Finalmente, quatro novas espécies de Supramontana são
descritas.

Abstract

The systematics of the Neotropical land planarian genera
Luteostriata, Winsoria, Issoca and Supramontana (Platyhelminthes,
Tricladida, Geoplaninae) -abbreviated LWIS- is weak since the genera
are diagnosed by rather similar features, only varying in the details.
The systematics of LWIS is revised through a morphological and
molecular approach. Four species of Issoca are redescribed by
studying the type specimens and/or additional material prepared on
histological slides or through micro-computed tomography. The
molecular phylogenetics retrieved (a) LWIS and all 13 species studied
as monophyletic, (b) Issoca rezendei as sister to the remaining LWIS,
(c) Issoca and Luteostriata polyphyletic and (d) Winsoria and
Supramontana nested each within the respective heterogenous clade
with respect to the species composition. Despite the low statistical
support for some clades, the phylogeny is congruent with the
morphology of the species. Morphologically, Issoca rezendei stands
apart from the other species of LWIS and a rediagnosis of the genus is
proposed. The remaining LWIS members are placed into
Supramontana, which is also rediagnosed, and Luteostriata and
Winsoria are considered junior synomyms. Finally, four new species of
Supramontana are described.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest